45 3039.5888

VOLTAR

Linfoma não Hodgkin

Você está em:
Home » Tipos de câncer » Linfoma não Hodgkin

O que é Linfoma não Hodgkin?

É um câncer que se desenvolve nos linfonodos (gânglios). O processo acontece quando uma célula normal do sistema imune encarregado de defender o organismo de infecções, chamada linfócito, cresce desordenadamente, sem parar, e espalha-se pelos linfonodos. Esse linfoma pode ter crescimento lento, como também pode ser agressivo e de crescimento acelerado.

Fatores de Risco

- Sistema imune comprometido.

- Infecção pelos vírus HIV, Epstein-Barr e HTLV1, e pela bactéria Helicobacter pylori.

- Exposição a agentes químicos.

- Exposição a altas doses de radiação.

Tratamento

- Cirurgia.

- Quimioterapia.

- Radioterapia.

- Imunoterapia.

Efeitos do tratamento

Para cada tratamento realizado, os efeitos variam. No caso de cirurgia, pode ocorrer dor e perda da sensibilidade no local da operação, como também diarreias. Os efeitos colaterais no tratamento com quimioterapia podem incluir desde náuseas, vômitos, queda de cabelo até diarreia e fadiga. Já na radioterapia, os efeitos serão dependentes da dose de radiação empregada e da parte do corpo que está sendo tratada. Os mais comuns são fadiga, alterações da pele no local tratado, diminuição do apetite, náuseas e diarreia.

Sintomas

- Aparecimento de linfonodos aumentados na região do pescoço, axilas e virilha.

- Febre.

- Perda de peso.

- Sudorese abundante à noite.

- Prurido (coceira).

- Inapetência e cansaço.

- Tosse e falta de ar (pulmões).

- Icterícia.

- Dificuldade para urinar.

- Distensão abdominal.

Prevenção

- Busque assistência médica se notar a presença de linfonodos aumentados no corpo.

- Nunca se automedique.

- Não fume.

- Pratique atividades físicas.

- Mantenha uma dieta balanceada.