45 3039.5888

VOLTAR

Linfonodo Sentinela

Você está em:
Home » Tratamentos » Cirurgia Oncológica » Linfonodo Sentinela

Linfonodo SentinelaO uso do linfonodo sentinela, normalmente ocorre no câncer de mama e no melanoma, mas também é indicado em avaliar metástases nos linfonodos regionais (gânglios linfáticos). O linfonodo sentinela é o primeiro linfonodo a receber células malignas originadas de um tumor canceroso primário, ou seja, ele defende o organismo de metástases, e, só depois dele outros linfonodos são atingidos.

A direção da drenagem linfática do tumor e o estado em que o mesmo está, é indicado pelas condições em que o linfonodo sentinela é encontrado, direcionando assim a retirada ou não dos gânglios regionais.

Procedimento: Uma das técnicas utilizadas é injeção da substância azul patente no local do tumor, após cerca de 10 a 15 minutos procura-se no local da cadeia linfonodal de drenagem do tumor o linfonodo sentinela que vai estar corado de azul. Outro procedimento é com a injeção de tecnécio (um marcador radioativo) no local da lesão, geralmente o paciente irá fazer um exame chamado de linfocintilografia (mostra a distribuição do radiomarcador pelo corpo) que irá orientar onde o linfonodo sentinela se encontra. No momento da cirurgia, com o auxílio de um probe de detecção de radioatividade, o cirurgião irá procurar o linfonodo que está marcado com o material radioativo. O uso combinado das duas técnicas (azul + tecnécio) é possível e aumenta a sensibilidade (chance de encontrar o linfonodo sentinela) para próximo de 100%. Na pós-cirurgia o paciente apresenta uma recuperação favorável.